Crescimento e aprendizado: Como foi 2017 para o Espresso

Fala pessoal, quem vos fala aqui é o Guilherme, querido e amado CEO do Espresso. Fui intimado convidado pelos meus co-workers a falar um pouquinho do que que rolou com a nossa empresa esse ano. Então vamos lá!

Todos vocês vão concordar comigo que esse ano voou! E não foi diferente para nós. Como qualquer boa startup, o tempo é curto e a quantidade de tarefas é imensa. Temos menos braço que gostaríamos e por isso o tempo voa! Ainda assim, o que conquistamos nesse ano é extremamente notável.

Começando do do início, em janeiro de 2017 foi a primeira vez que esses três caras aí embaixo começaram a operar juntos, sendo o primeiro mês oficial do Fábio (CMO – direita), que veio fechar o time de sócios, onde o Nicolai (CTO – esquerda) e eu (essa bela pessoa do centro) fazíamos parte.

Foto dos sócios do Espresso. Da esquerda para a direita: Nicolai, Guilherme e Fábio
Da esquerda para a direita: Nicolai, Guilherme e Fábio, os sócios do Espresso

Logo em março foi o final da nossa aceleração pela ACE, a melhor aceleradora de startups da América Latina. Esse período de aprendizado foi um divisor de águas na história da empresa, já que não só validamos e re-validamos inúmeras vezes a nossa proposta de valor, produto, mercado, etc., como também nos preparamos para crescer como empresa, tirando as rodinhas e aprendendo a pilotar sozinhos um negócio que vai com certeza crescer – e muito!

Mais do que isso, dentro do staff da ACE – e das outras startups que participaram conosco -, fizemos grandes amigos que vamos levar para sempre. Foi F*da!

Nesse período também resolvemos voltar para casa e instalar a empresa em Uberlândia, que possui um ecossistema de startups massa (#goUberhub), e também é o berço de empresas gigantes com renome nacional, além de abrigar várias Universidades bem conceituadas. A capital da logística nos pareceu o lugar ideal para crescer e isso tem dado muito certo até agora. Fora o pão de queijo, que modéstia a parte, não tem igual!

Um breve contexto..

Para quem caiu aqui de paraquedas vamos lá: O Espresso não é uma fábrica de café, treinamento de baristas ou filial da Nespresso  – se bem que pelo tanto de café que consumimos até poderíamos ser. O Espresso é um aplicativo que automatiza a prestação de contas de despesas corporativas.

Sabe aquela notinha fiscal que, quando você viaja ou gasta pela empresa e precisa ser reembolsado, você precisa guardar? Que sempre some, perde a tinta, sabe-se lá onde foi parar, e quem acaba pagando a conta é você?

Ou talvez você seja da área financeira da empresa, e no final do mês chegam trocentos papéis amassados, tudo desorganizado e todo mundo fica te pressionando pra você reembolsar logo porque o cartão vai virar e coisa e tal?

Então, nós resolvemos isso com uma técnica quase milenar que se chama automação de processos. Automatizar já não é mais novidade e seus benefícios já são verdade para a maioria dos empresários e gestores, mas como o processo de gestão das despesas é uma atividade secundária nas empresas, as pessoas tendem a continuar fazendo do jeito que sempre fizeram, mesmo isso doendo muito!

Para resolver esse problema criamos o Espresso. Dá um play no vídeo abaixo para entender como funciona:

Bom, nada disso é possível ser construído sozinho. Então, já que entramos nesse assunto, vamos para aquele que eu pessoalmente considero de longe o tópico mais importante:

O time do Espresso

Fofão, o funcionário do mês
Fofão, o funcionário de todos os meses do mês

Como falamos, éramos 3 em janeiro de 2017, e hoje somos 9.

Que evolução!

E tem de tudo nesse time: desenvolvedor web, Android e iOS; marketing; vendas; customer success e financeiro. Hoje temos todas as principais áreas da empresas bem estruturadas e todos os processos muito bem desenhados para suportar a escala de clientes que nos aguarda. Parece milagre o que fazemos com um time relativamente pequeno, mas pessoas eficientes que (literalmente) vestem a camisa da empresa entregam resultados, simples assim.

Parte do time do Espresso
Da esquerda pra direita: Fábio, Fred, Stefanny, eu (Guilherme), Nicolai, Walter e Camila. Faltam Renatão e Zé Mayer.

Produto

Depois de um período de contratação e treinamento, nossa equipe voltou a construir e entregar diversas novas funcionalidades que agregam muito valor ao produto como um todo. Dentre elas, as principais foram:

Web

  • Adiantamentos;
  • Times;
  • Workflow de aprovação;
  • Política de despesas;
  • Dashboard estatístico;
  • Várias formatos de arquivo para exportação;
  • Tags para classificação de despesas;
  • API 2.0;
  • Nova interface de relatórios, e muito mais…

Aplicativo

  • Sincronização de despesas em tempo real com o servidor;
  • Solicitação de adiantamento;
  • Subcategorias
  • Integração com Google maps para lançamento de KM

Não é fácil fazer algo simples. Pelo contrário, não “enfiar” funcionalidades tiradas da nossa cabeça e que vão apenas atrapalhar o uso requer muita maturidade.

User Experience não é commodity!

Não adianta sair falando que faz, que possui milhares de funcionalidades e não colocar o usuário realmente no centro do design e desenvolvimento. E é exatamente por isso que o Espresso continua sendo a plataforma para controle de despesas mais simples, mais fácil e cada vez mais poderosa.

Se quiser ver em detalhes cada funcionalidade, várias delas estão explicadas no detalhe bem aqui ó: Novidades do Espresso.

Crescimento

Em Julho nós fechamos a nossa segunda rodada de investimento, colocando no nosso portfólio de investidores o pessoal da GV Angels, Brazil Venture Capital e um follow da ACE. Todos com um mesmo objetivo em mente: Fazer o Espresso bombar!

E para aqueles que – como eu – acreditam que um bom número vale mais que mil palavras, selecionei algumas métricas de crescimento interessantes para compartilhar com vocês:

  • Estamos quase batendo a marca de 80 clientes, com um crescimento de 327% em relação ao ano anterior;
  • Mais de 100 mil despesas corporativas foram criadas e registradas no Espresso, totalizando R$5.8 milhões monitorados pela nossa plataforma;
  • Tivemos quase 3 mil usuários ativos, que enviaram mais de 5.3 mil relatórios de despesas;
  • Multiplicamos por 12 nosso faturamento mensal recorrente;
  • E por aí vai…

Tomei algum sustos enquanto levantava esses dados, mas tenho completa ciência de que manter os números de crescimento é bem mais difícil do que atingi-los da primeira vez.

Mas 2018 está aí para isso e aproveitando o tema…

O presente e futuro do Espresso

Sobre produto temos muito espaço para evoluir – ainda mais. Não posso revelar todas as funcionalidades que estamos trabalhando, mas algumas que já estão forno são:

  • Possibilidade de usar moeda estrangeira no Espresso;
  • Marcar despesa de cartão corporativo (não reembolsáveis) na plataforma;
  • Utilização de tags para classificar despesas;
  • Mil integrações com ERPs;

Além do que já está em produção, é claro que aceitamos sugestões. É fundamental ouvir a opinião alheia!

Nesse ano tivemos um boom de crescimento que só nos deixou com vontade de crescer ainda mais. E cada dia a nossa missão fica cada vez mais clara, que é simplificar os processos financeiros, trazendo automação e eficiência operacional para as empresas e ajudando o país a se livrar dos cupons e notinhas de papel!

E, para encerrar, vou fechar com a frase do nosso primeiro funcionário, o Walter, vulgo Dashwalter, que resume bem o espírito da equipe para o próximo ano: 2018 é o ano do Espresso.

É isso. Não tem que falar mais nada. Vamos pra cima e #goEspresso!