Qual a diferença de despesas, custos e investimentos?

A gestão de uma empresa, mesmo que de pequeno porte, é algo complexo e que exige muito envolvimento do gestor. Conhecer cada número, entender e aplicar conceitos, e participar ativamente dos resultados exige muito conhecimento administrativo, já que cada decisão precisa ser tomada baseando-se em fatos, e nunca por achismos.

Entrando mais profundamente nos conceitos, é importante que um bom gestor conheça a parte financeira de uma empresa, principalmente para identificar em qual categoria cada saída de dinheiro está. É importantíssimo saber a diferença entre despesas, custos e investimentos.

Vamos, então, abordar as diferenças nesse artigo. Boa leitura!

Despesas

Qualquer gasto relacionado com a administração de uma empresa pode ser enquadrada na categoria despesa. Nessa categoria se enquadram os valores que não impactam na produção de um produto, ou seja, aumentar o valor da produção não impactaria nesses valores.

Exemplo: se uma empresa decidir produzir o dobro de determinado material, os gastos administrativos – com raras exceções – permaneceriam os mesmos. Os salários continuariam iguais, os impostos sobre esses salários, a utilização de materiais de escritório, o aluguel do prédio, etc.

Tudo o que não afeta diretamente a atividade final do negócio – que nesse caso é a produção de determinado produto -, pode ser considerada uma despesa.

Custos

Seguindo essa linha de pensamento, tudo o que impacta diretamente no resultado final de um produto pode ser considerado um custo. Quanto mais sua empresa vender, maior será o custo dela.

Seguindo o exemplo anterior, se quiséssemos dobrar a produção de um material, precisaríamos de mais matéria prima, mais gastos com logística, salários e horas-extras dos colaboradores que, de fato, produzem o material, comissão de vendedores, etc. Ou seja, se não tivéssemos esses custos, não existiria um produto para ser vendido.

Investimentos

Por último, temos a categoria de investimentos, que representam todo e qualquer gasto para melhorar a produção de um material/serviço em qualquer sentido. É importante reforçar que os investimentos sempre são planejados com pensamento em um retorno futuro, ou seja, a aquisição de uma tecnologia é sempre pensada em otimizar a produção para lucrar mais.

Por exemplo, a aquisição de uma máquina mais moderna, a compra de um veículo maior para melhorar as entregas, computadores, tecnologias e softwares podem se enquadrar na categoria de investimentos. Elas buscam sempre otimizar o tempo para buscar melhores resultados.

Qual a importância da classificação de gastos?

Classificar gastos é fundamental para o entendimento financeiro da empresa, mas também é importante para a própria gestão como um todo.

  • Quanto do lucro da sua organização é destinada para a melhoria de máquinas e renovação de equipamentos?
  • Quanto é o custo de produção do produto mais importante do seu negócio?
  • Qual a parte do faturamento anual dedicado às despesas?

Esses são alguns exemplos de perguntas que a classificação de gastos pode responder. Com essas informações em mãos, temos condições de tomar as decisões de modo mais pensado e, consequentemente, administrar melhor a empresa e sua saúde financeira.


Dúvidas, sugestões e críticas são sempre bem vindas. Deixe seu comentário abaixo ou nos envie um e-mail em contato@espressoapp.com.br. Se preferir, interaja conosco em nossa página do Facebook ou do LinkedIn.